Pilates no tratamento da hérnia de disco

Foto: Parte do artigo da Revista Pilates

Hérnia discal lombar – efeito do método Pilates na reabilitação

Em que os exercícios do método Pilates contribuem e em que esses benefícios ajudam na prevenção e na reabilitação de lesões da hérnia discal lombar, proporcionando alívio das dores crônicas?

Segundo Almeida (2016), a hérnia discal lombar é causa comum de dor, provocando restrição de movimentos, devido ao encurtamento adaptativo dos músculos isquiotibiais.

Imagem: Parte do artigo da Revista Pilates.

O método Pilates tem como pressuposto inicial o ganho de força muscular; sua popularidade está crescendo devido à busca por condicionamento físico ou necessidades decorrentes de lesão, fortalecimento e flexibilidade corporal.

A Associação Brasileira de Pilates (2020, p.11) salienta que precisa-se ter em mente “a importância do desenvolvimento do ser humano em sua plenitude”, ou seja, para que se tenha uma melhora na qualidade de vida, se faz necessário que se tenha um equilíbrio entre mente e corpo.

O método Pilates aplica exercícios que exigem movimentos feitos de forma fluída, com poucas repetições, gerando compreensão corporal, economia de gastos energéticos e proporcionando condições para a reabilitação da hérnia discal lombar.

Visto que no paciente com quadro de hérnia discal lombar existe uma perda considerável de qualidade de vida, após a identificação do processo lesivo, a utilização do método Pilates usando exercícios eficazes, apresenta resultados excelentes no tratamento – tanto a longo como em curto prazo, principalmente aqueles que proporcionam contração dos músculos abdominais e dos multifidos, que são associados à respiração.

Assim, a utilização dos princípios que proporcionem ao paciente uma estabilização de sua coluna lombar, resulta em diminuição do desconforto decorrente da dor e na sua diminuição, acarretando uma melhora na qualidade de vida.

Estudos científicos

Alguns resultados de estudos, apresentados por Zanetti e Ribeiro (2020, p.4), reafirmam o que esta pesquisa vem mostrando – o efeito do método Pilates na reabilitação da hérnia discal lombar. As mulheres lesionadas estudadas, por exemplo, tiveram uma melhora significativa da flexibilidade, “aumentando de 23,4 + 4,8 para 29,3 + 4,1 cm, melhorando a postura no que se refere à posição da cabeça, altura dos ombros, escápulas e quadris”, assim, diminuindo consideravelmente a percepção da dor, proporcionando melhora na qualidade de vida das mulheres envolvidas no estudo.

Zanetti e Ribeiro (2020) afirmam que, quando aplicado de maneira correta e com fluidez nos exercícios, respeitando as limitações individuais, o método Pilates traz alterações positivas na flexibilidade, reduz os níveis de dores e melhora muito a postura.

Portanto, o método Pilates na reabilitação da hérnia discal lombar, conforme apresenta Almeida (2016), pode ser considerado uma ferramenta eficaz, pois apresenta benefícios variados e poucas contraindicações, exigindo assim somente alguns cuidados e um estudo, para que seja feito um planejamento exclusivo para cada paciente, pois a resposta dos exercícios se modificam com a idade, a condição da saúde e a cada disfunção, exigindo tempo e intensidade diferente para o tratamento.

Artigo escrito por Vanessa Molina e publicado na Revista Pilates em 04/06/2020.

Vale lembrar que através do Pilates Online também é possível realizar o tratamento de hérnia discal lombar. Para maiores informações, clique aqui e entre em contato comigo.